sexta-feira, 23 de outubro de 2009


Se o amor for grande,
A espera não será eterna,
Os problemas não serão dilemas, E a distância será vencida.
Se a compreensão insistir, As brigas fortalecerão-nos,
Os factos farão-nos rir, E os diálogos marcarão-nos.
Se o respeito prevalecer, Os carinhos serão doces e suaves,
Os beijos profundos e cheios de valor, E os abraços calorosos e confortantes.
Se a confiança existir, A dúvida se extinguirá,
As perguntas serão respondidas, E as palavras poderão ser ditas.
Talvez não seja um amor eterno.E não é um amor doentio,
Nem um amor ideal. Mas um amor verdadeiro.
Aquele que vence as barreiras Impostas pela vida e pelas ocasiões.
Aquele que não teme a escolha, E faz a opção de simplesmente
Ser intensamente vivido.

1 comentário:

Cátia disse...

Oias!

Passei por aqui e gostei =)

O texto deste post parece que foi escrito para mim. Revejo-me nele. Nas duvidas que se têm e nas certezas que se devem ter.

bjnh*